Bruno quer operação de inteligência e mais PMs em Nova Almeida

Objetivo do deputado é garantir a abertura do comércio e das escolas, além da livre circulação de ônibus, evitando novo caos na segurança como o que ocorreu na quarta-feira (27), com a morte de duas pessoas

6
Bruno propôs que novos soldados sejam usados no policiamento e que PMs façam patrulha no interior dos ônibus. Crédito. Assessoria parlamentar.

Reforçar o efetivo e a inteligência para garantir que o comércio local possa manter as suas portas abertas, assim como as escolas, e os ônibus voltem a cumprir seu itinerário normal em Nova Almeida, na Serra. Com esse objetivo, o deputado estadual Bruno Lamas encaminhou hoje (29) ofício à Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) e ao Comando Geral da Polícia Militar.

“Propus medidas sérias para apaziguar os conflitos armados, reabrir o comércio e normalizar o tráfego de pessoas e veículos no bairro Nova Almeida, entre elas a realização de uma operação de inteligência, com apoio do Departamento Especializado de Narcóticos da Polícia Civil, e o reforço do efetivo, com o uso de novos PMs e pagamento de escala extra”, explicou Bruno Lamas.

De acordo com o parlamentar, não é possível que os moradores de Nova Almeida, uma das localidades de maior valor histórico e turístico no Espírito Santo, com a emblemática Igreja Reis Magos, tenham de vivenciar mais um dia de caos como o ocorrido na última quarta-feira (27), em que criminosos entraram em choque com a PM depois da morte de um jovem de 22 anos.

Uma segunda morte foi registrada e houve toque de recolher no balneário. Por causa disso, o comércio fechou as portas, escolas não funcionaram e ônibus não circularam no bairro. Até um carro de um homem que passava pela região foi jogado por bandidos dentro do rio Reis Magos.

Após a morte do jovem, bandidos obrigaram comerciantes a fechar as portas e iniciaram um protesto com queima de pneus, interrompendo o trânsito na ponte Flodoaldo Borges Miguel (Rod. Estadual ES-010), principal via de Nova Almeida. Além disso, o transporte público coletivo parou de circular no bairro.

“Os ônibus, após os episódios de violência, estão parando na chegada de Nova Almeida, em Marbela, o que causa transtornos para os passageiros que têm de percorrer o trecho a pé, principalmente para aqueles que possuem limitações físicas”, frisou o deputado.

De acordo com Bruno, para evitar que episódios de violência se repitam, é preciso intensificar o patrulhamento ostensivo, com o reforço do contingente do Batalhão local. Ele também propõe que os PMs façam a patrulha no interior dos coletivos urbanos intermunicipais (Transcol) que trafegam pelo bairro.

Bruno lembra que o Batalhão de Missões Especiais (BME) deve ser deslocado para ações de distúrbio, choque e manutenção da ordem pública.

O parlamentar solicita, ainda, que a PM-ES utilize os novos soldados, recém-formados, com a finalidade de ampliar a presença policial, através do pagamento de Indenização Suplementar de Escala Operacional (Iseo) e o incremento da indenização para suprir a necessidade de ampliação do efetivo policial.

“Assim, peço providências, com a finalidade de que as sugestões sejam acolhidas e implementadas com urgência. Reconheço o trabalho da Polícia Militar no restabelecimento da ordem, na proteção das famílias, do comércio, do patrimônio. A parceria da PM com a população local é fundamental”, declarou.

Comentários Facebook