Barco de pesca que desapareceu com com quatro tripulantes é encontrado em Marataízes, ES

Tripulantes continuam desaparecidos. Barco tinha sido avistado naufragado pela última vez a 100 quilômetros da costa de Linhares.

24
Barco de pesca naufragado é encontrado na costa do Espírito Santo — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

O barco de pesca que naufragou com quatro tripulantes foi encontrado nesta terça-feira (9), em Marataízes, no Sul do Espírito Santo. Os tripulantes continuam desaparecidos.

De acordo com informações da família de um dos tripulantes, a embarcação “Vivendo na Fé” saiu de Alcobaça, na Bahia, no dia 6 de outubro, com previsão de chegada em Vitória no dia 20.

Na última vez que a embarcação foi avistada, no dia 26 de outubro, ela estava a cerca de 100 quilômetros da costa de Linhares, no Norte do Espírito Santo, já naufragada.

Dessa vez, o barco estava tombado a cerca de 32 quilômetros da costa de Marataízes. Ele foi recuperado e levado para a região do Pontal. No local, a água foi retirada de dentro da embarcação e desvirado. Nenhum ocupante estava na embarcação.

“A embarcação chegou de ponta cabeça. Com a maré seca, nós desviramos ela e trouxemos ela para o rio, para desobstruir o canal e não acontecer nenhum tipo de acidente”, explicou o subsecretário de Pesca de Marataízes, Wellington Paiva.

A Capitania dos Portos do Espírito Santo informou que foi até o local verificar se a embarcação era mesmo a naufragada. Agentes da Marinha vistoriaram o barco e uma nova perícia será realizada na quarta-feira (10).

O dono da embarcação, que é filho de um tripulante desaparecido, também esteve no município.

Barco naufragado é encontrado na costa do Espírito Santo — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Tripulantes desaparecidos

Não foram encontrados tripulantes dentro e nem no entorno da embarcação.

Os tripulantes desaparecidos são Antonio Luiz Rodrigues Pereira, Rogério de Oliveira Nascimento, Imaclei Pinheiros Neves e José Henrique Lopes da Silva.

Barco desapareceu com quatro tripulantes no mar do Espírito Santo — Foto: Reprodução

Naufrágio

No final do mês de outubro, a dona do barco, Suellen Lírio, que também é nora do chefe da embarcação, contou que depois de sair de Alcobaça, a tripulação passou seis dias pescando na costa baiana e seguiu com destino a Vitória.

Segundo Suellen, a previsão era que eles ficassem 14 dias no mar e a previsão era que chegassem em Vitória no dia 20 de outubro. Sem resposta dos tripulantes no 18º dia, a família começou contato com o barco.

Com Informação: g1 ES

Comentários Facebook