Governo do Estado implanta computação embarcada em viaturas operacionais

33
Fotos: Hélio Filho/Secom

O Governo do Estado lançou, nesta segunda-feira (11), o novo sistema de computação embarcada para as viaturas operacionais das forças policiais e de salvamento do Espírito Santo. A nova tecnologia trará mais agilidade e eficiência no atendimento de ocorrências, além de fornecer possibilidades inéditas aos bombeiros e policiais militares e civis, como wi-fi integrado para consulta de bancos de dados, leitor de biometria e sistema de leitura de placas de veículos.

A retomada da computação embarcada, que existia na primeira gestão do governador Renato Casagrande e foi descontinuada, significa uma grande evolução no controle de frota dos operadores da Segurança Pública. A nova tecnologia já foi implantada e testada, na primeira fase, durante projeto piloto em 156 veículos nos municípios de Cariacica e Viana. A previsão é que, em 45 dias (2ª fase), todas as viaturas da Grande Vitória, das três instituições, estejam equipadas com o aparelho. O investimento inicial é de R$ 242.900,00 mensais.

Agora, o despachador de recurso operacional que atua no Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) terá disponível na tela do computador a localização, em tempo real, de cada viatura equipada com a computação embarcada. Assim, ele poderá direcionar mais rapidamente aquele recurso para uma ocorrência e monitorar se a guarnição está seguindo ao local indicado.

Os policiais ou bombeiros nas viaturas contarão ainda com um smartphone que com o aplicativo conectado diretamente ao sistema e-cops, utilizando internet fornecida pelo wi-fi integrado ofertado pelo aparelho. Assim, ele poderá receber rotas mais rápidas para chegar até um endereço, por exemplo. Outra novidade é o sistema de transcrição de voz. O agente de segurança na viatura poderá enviar um áudio por meio do App, atualizando a ocorrência em tempo real para o despachador de recursos, sendo que a informação já é escrita automaticamente na tela do computador no Ciodes.

As vantagens são diversas e o Governo do Estado, por meio dessa tecnologia, espera aumentar a capacidade de pronta resposta a ocorrências geradas por acionamentos da população ao 190. Posteriormente, o objetivo é equipar as viaturas com o sistema de leitura biométrica, que é compatível com o software e será capaz de identificar uma pessoa, por meio da digital, além do leitor de placas OCR, que permite identificar um veículo com restrição de furto ou roubo, por meio de uma câmera automática, apenas circulando em uma via.

Durante a solenidade de lançamento do sistema, no Palácio Anchieta, em Vitória, o governador Renato Casagrande destacou a importância dos investimentos. “Queremos que a sociedade saiba que estamos recomeçando um controle sobre a movimentação das nossas viaturas. É mais um passo em direção ao uso da tecnologia com o objetivo de proteger o capixaba. Até o final do ano teremos todas as viaturas da Grande Vitória com computação embarcada e será bom para o policial que vai prestar contas do trabalho e é bom para a sociedade”, disse.

Casagrande reforçou a necessidade de continuidade das políticas públicas, a exemplo desse sistema, que foi iniciada na gestão anterior do governador e acabou sendo descontinuado: “Quando você inicia um trabalho bem feito, você ganha a confiança da sociedade. Quando há descontinuidade, você precisa recomeçar todo o trabalho e também buscar essa confiança novamente. Com essa tecnologia, nossos policiais serão ainda mais eficientes. Temos feito grandes entregas na área de segurança pública, que é desafiadora e não deve ser discutida apenas no período eleitoral. Aproveito também para parabenizar a todos pelo esforço.”

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, lembrou que essa é mais uma entrega importantíssima do governo, que joga luz sobre a gestão operacional das viaturas. “Isso vai permitir atender com mais rapidez e prestatividade à sociedade capixaba. É um investimento que permite rastreamento em tempo real das viaturas, conexão por wi-fi para que os policiais se mantenham conectados e o acionamento dos policiais por aplicativo, o que dá celeridade ao tempo de resposta”, afirmou.

“Estamos resgatando o que já havíamos feito na primeira gestão do governador Renato Casagrande, quando usávamos tecnologia semelhante. Mas, infelizmente, esse foi um dos projetos que deixaram de existir durante o período 2015-2018. Na atual gestão, com a retomada do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, estamos investindo fortemente na Segurança Pública, em recursos humanos, equipamentos, infraestrutura de nossas unidades policiais, tecnologia e inteligência, reduzindo a violência letal e levando paz para a sociedade capixaba”, completou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, que atua como coordenador-executivo do Programa Estado Presente.

Também estiveram presentes a vice-governadora Jacqueline Moraes; o secretário-chefe da Casa Militar, Coronel Aguiar; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Alexandre Cerqueira; o diretor-presidente do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Espírito Santo (Prodest), Tasso Lugon; vereadores e lideranças da área de segurança pública.

Informações: Assessoria de Comunicação do Governo e da Sesp

Comentários Facebook