Daniel Santana Barbosa é solto, mas está proibido de sair do País e de entrar na Prefeitura

Daniel foi solto, mas proibido de entrar na Prefeitura. Teve o passaporte apreendido para não sair do País, e de fazer contato com as pessoas que foram presas com ele. Caffeu continua administrando São Mateus.

117

O prefeito eleito de São Mateus que está afastado do cargo acusado de fraude em licitação e formação de organização criminosa, foi solto no início da noite desta quinta-feira (7) pela Justiça Federal. Ele encontrava-se preso no Quartel do Corpo de Bombeiros, em Vila Velha.

Na mesma decisão a Justiça Federal colocou em liberdade o a chefe de gabinete e procuradora do município Luana, João da Antártica, amigo pessoal de Daniel e mais quatro empresários. Daniel está proibido de deixar o País e teve o seu passaporte apreendido pela Polícia Federal, ainda nesta quinta-feira.

Daniel foi solto, mas continua afastado do comando da Prefeitura de São Mateus que continua sendo comandada pelo vice-prefeito Ailton Caffeu, empossado como interno no último domingo em solenidade na Câmara Municipal.

Quando da prisão de Daniel na terça-feira da semana passada, foram apreendidos R$ 400 mil em espécie em sua residência no centro da cidade e outros pouco mais de R$ 300 mil na fábrica de Água Mineral Açaí de propriedade do prefeito afastado.

Na decisão da Justiça Federal na tarde desta quinta-feira Daniel também está proibido de contatos com secretários municipal e acesso à Prefeitura. Ele está solto, mas o município continua sendo administrado por Ailton Caffeu, que na quarta-feira esteve reunido com o governador Renato Casagrande, acompanhado do presidente da Câmara Paulo Fundão.

Na ocasião o governador prometeu ajudar Caffeu a encontrar solução para o abastecimento de água em São Mateus com a obtenção pelo Governo de cinco caminhões pipa e elaboração de projeto para construção de barragem no Rio Cricaré que todo ano fica com a água salinizaio prejudicando a população.

TEXTO: HILMAR DE JESUS

Comentários Facebook