CNH Social: Detran|ES divulga lista de suplentes nesta quinta-feira (02)

Os candidatos selecionados deverão obedecer aos prazos de abertura e conclusão das etapas do processo de Habilitação.

14

A lista única de suplentes da 2ª fase do programa CNH Social 2021 foi divulgada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), nesta quinta-feira (02). Esta é uma nova oportunidade para que os candidatos que se inscreveram e não foram selecionados na primeira lista possam obter a primeira habilitação, adicionar ou mudar categoria de forma totalmente gratuita. A relação dos selecionados foi publicada ao meio-dia no site www.detran.es.gov.br.

Nesta lista, o Detran|ES convocou 599 candidatos suplentes para preencher as vagas disponibilizadas que não foram preenchidas pelos candidatos selecionados na primeira lista devido ao não cumprimento dos prazos estabelecidos para o andamento do processo de habilitação e foram desclassificados. Os selecionados devem respeitar os prazos de matrícula e das demais etapas do processo de habilitação.

“Implantamos a lista de suplentes para dar mais efetividade ao programa CNH Social e aproveitar o máximo das vagas disponibilizadas para proporcionar esse benefício da habilitação para os capixabas que mais precisam. Agora, os selecionados devem fazer a matrícula on-line e se atentarem aos prazos para que possam concluir o benefício e obter a CNH. Essa iniciativa, criada pelo governador Renato Casagrande, representa oportunidade concreta de qualificação para o mercado de trabalho, sobretudo com os cursos especializados para condutores profissionais”, reforçou o diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira.

Matrícula

Os candidatos com o nome na lista de suplentes deverão realizar a matrícula on-line no prazo de 15 dias a partir da publicação da lista, esta quinta-feira (02), no site www.detran.es.gov.br, na aba ‘CNH Social’. O interessado deverá preencher os campos com as informações solicitadas para ter acesso à informação sobre em qual Centro de Formação de Condutor (CFC) realizará a abertura do seu processo de habilitação, junto ao Sistema RENACH, bem como os documentos necessários que deverá providenciar.

Após matrícula on-line, o candidato terá 15 dias para procurar o CFC, presencialmente, e concluir a abertura do RENACH. Após isso, o candidato terá mais 30 dias para fazer a coleta biométrica em uma unidade do Detran|ES mediante agendamento no site www.agendamento.es.gov.br e mais 30 dias para concluir os Exames Médico e Psicológico.

Os candidatos selecionados deverão obedecer aos prazos de abertura e conclusão das etapas do processo de Habilitação. O candidato que não respeitar os prazos estabelecidos será desclassificado e perderá o benefício.

Seleção

A 2ª fase do programa CNH Social 2021, aberta em julho, disponibilizou 2.500 vagas para pessoas de baixa renda e atraiu 57.456 interessados em obter de forma totalmente gratuita a Primeira Habilitação nas categorias A (moto) ou B (carro), fazer a mudança de categoria para D (van, micro-ônibus, ônibus) ou E (caminhão e carreta) ou para a adição de categoria A ou B.

A seleção dos candidatos é feita de forma eletrônica, de acordo com os critérios estabelecidos pelo programa, que consideram, com base nos dados informados pelo cidadão no Cadastro Único, a menor renda per capita, maior número de componentes no grupo familiar, candidatos com Ensino Fundamental completo, beneficiário do Bolsa Família e data e hora de inscrição. Entre os candidatos que se declararam Pessoa com Deficiência (PCD), poderão ser contemplados somente aqueles cuja deficiência não impeça a obtenção da CNH, na forma da legislação de trânsito vigente.

Também neste ano, já foram ofertadas 3 mil vagas na 1ª fase do programa e ainda serão disponibilizadas mais 2.500, na 3º fase, totalizando 8.000 carteiras de motorista e um investimento de R$ 11 milhões no CNH Social em 2021.

O programa CNH Social é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio do Detran|ES, para que as pessoas de baixa renda possam ter formação e serem sensibilizadas sobre a importância da proteção da vida no trânsito, além de capacitação a partir da obtenção de uma carteira de motorista, com vistas ao mercado de trabalho.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Detran|ES

 

Comentários Facebook