CONCEIÇÃO DA BARRA: Mateusinho tem a primeira derrota no TRE

O prefeito foi acusado de superfaturamento na compra de material escolar em plena pandemia da Covid-19; e de combustível.  

2259
Mateusinho estava à frente da administração quando começou a ação

O prefeito de Conceição da Barra Walyson José dos Santos Vasconcelos, o Mateusinho (PTB) junto com seu vice Juvenal Ferreira Estevo, tiveram a primeira derrota junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) e estão sujeitos a responder a todos os processos que constar a presença do juiz eleitoral da 27ª Zona do município Dr. Diego Franco de Sant’anna.

Mateusinho e seu vice haviam impetrado na Justiça Eleitoral do Estado um recurso (Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) nº 0600418-73.2020.6.08.0027) pedindo o impedimento do juiz Diego Franco de prosseguir no julgamento das ações que investigavam possíveis irregularidades cometidas durante o período em que antecedeu as eleições do ano passado.

Na ocasião Mateusinho ocupava a Prefeitura de Conceição da Barra e foi denunciado pelo Ministério Público de estar cometendo superfaturamento na compra de uniformes escolares em plena pandemia da Covid-19 quando os alunos da rede municipal se encontravam fora das escolas, além do superfaturamento na compra de combustível.

Sentindo-se prejudicado, Mateusinho entrou com o recurso para impedir o juiz Diego Franco de continuar no processo, e outros que por ventura vierem ser movido contra ele. Mas, na sessão realizada no último dia 5 de abril, os juízes do TRE acompanharam o relatório do juiz Fernando Cesar Augusto de Matos que considerou improcedente a Ação do prefeito, no que foi acompanhado à unanimidade.

Os magistrados entenderam que o juiz Diego Franco atuou de forme imparcial no processo, não havendo, portanto, razão para não acompanhar o relatório; que lhe garante acompanhar o Ministério Público em investigações que envolvam a administração do prefeito Mateusinho.

OUTRO LADO

O Presidente do PTB de Conceição da Barra, partido do prefeito Mateusinho, Rogério Rufino,  foi procurado pela reportagem do Site do Jornal a Ilha para se manifestar à respeito da decisão do TRE. Ele tentou falar com o advogado que defende o prefeito, mas até o fechamento da matéria não havia informação se Mateusinho vai recorrer ou não da decisão.

TEXTO: HILMAR DE JESUS

Comentários Facebook