Divisa entre São Mateus e Jaguaré começa a ser definida nesta sexta.

O prefeito de São Mateus Daniel Santana e vereadores foram convidados a participar do encontro, a partir das 19 horas.  O prefeito Marcos Guerra já se manifestou favorável que Jaguaré retome seu limite.

74
Marcos Guerra é a favor de retomada das comunidades para Jaguaré

O encontro, na Câmara de Vereadores, dará prosseguimento ao debate já levado à Comissão de Cidadania da Assembleia Legislativa e com processo em andamento no Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) desde 31 de janeiro de 2019. No início deste ano, técnicos desse órgão estiveram em Jaguaré para visitar as comunidades e conversar com moradores da divisa.

A questão entre os dois municípios vem desde a emancipação de Jaguaré, em 1991. “Moramos na região, temos contas de água, energia, documentos pessoais, dos imóveis e dos automóveis em Jaguaré. No entanto, um secretário do então prefeito Amadeu Boroto esteve na região e disse que a divisa era em outro lugar”, relata um morador.

Muitas áreas de terra que até então pertenciam a Jaguaré passaram para São Mateus e começou o problema vivido por cerca de cinco mil pessoas que moram na região da divisa.

“Pessoas que tinham um posto de saúde a dez metros da casa passaram a ter que andar quilômetros para serem atendidas; o ônibus que levava as crianças para escola passou a pegar só aquelas que moravam de um lado da estrada; as estradas deixaram de ser transportadas, pois não sabiam ao certo de quem era a responsabilidade. Um transtorno terrível”, comenta.

A Comissão de Cidadania, quando era presidida pelo ex-deputado José Carlos Nunes (PT), conseguiu resolver junto ao Idaf problemas de divisa envolvendo os municípios de Dores do Rio Preto, região do Caparaó, no Espírito Santo, e Espera Feliz, em Minas Gerais. Essa alteração serviu de motivação para os moradores de Jaguaré iniciarem o movimento para terem seus terrenos de volta.

O encontro terá a participação do representante do Idaf, Vailson Shineider; dos membros da Comissão de Regularização da Divisa; do ex-deputado Nunes; prefeito do município, Marcos Guerra (Cidadania); presidente da Câmara, Jean Costalonga (Cidadania); e lideranças da região.

Comentários Facebook