Freitas quer que pessoas com doenças raras tenham prioridade em vacina contra Covid

44

O deputado estadual Freitas (PSB) quer que as pessoas com doenças raras tenham prioridade na lista de vacinação contra a Covid-19. Freitas apresentou na sessão de segunda-feira (29) uma emenda oral incluindo os portadores de doenças raras, como, por exemplo, a Esclerose Lateral Amiotrópica (ELA) e Ataxia de Friedreich, ao projeto do colega Fabrício Gandini (Cidadania).

“O projeto de Gandini estabelece prioridade aos portadores de síndrome de down no plano de vacinação capixaba contra o novo coronavírus e eu fiz questão de sugerir essa emenda para que seja priorizada também a vacinação aos portadores de doenças raras, pois tanto os que têm síndrome de down como os com doença rara possuem muitas comorbidades e, portanto, é muito mais grave se forem contaminados com a Covid-19”, justificou Freitas.

O projeto segue em tramitação de urgência na Assembleia Legislativa com pedido de vistas solicitado na sessão de terça-feira (30) pelo deputado Vandinho Leite (PSDB), vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Vandinho avocou o projeto para relatar na CCJ e vai usar o prazo regimental para se reunir e conversar sobre o projeto com técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) e com a Apae e Pestalozzi. Segundo Vandinho, há pouca oferta de vacinas e elas devem ser usadas primeiramente nos idosos, depois nos professores e policiais.

O relator, em seu pronunciamento durante a sessão, já sinalizou que vai propor que os portadores de síndrome de down e de doenças raras entrem nas mesmas datas de vacinação dos policiais e professores, o que deve ocorrer agora neste mês de abril, segundo cronograma da Sesa.

“Essa é uma forma de colaborar com essas pessoas especiais, mas que têm mais comorbidade, e protegê-las para que fiquem livres mais rápido da tão temida Covid-19”, concluiu o deputado Freitas.

Comentários Facebook