FINDES NEGOCIA AQUISIÇÃO DE ATÉ 5 MILHÕES DE VACINAS CONTRA COVID-19

31
Cris Samorini é presidente da Findes

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) vem realizando diversas ações para apoiar a sociedade e as empresas capixabas a passarem por este momento crítico da pandemia. Entre as medidas, está a negociação da compra de 3,5 milhões a 5 milhões de doses de vacina. Caso o acordo seja concretizado, os imunizantes podem chegar ao Estado em até três semanas.
A compra das doses, se viabilizada, será efetivada por meio de uma parceria da Findes, contando já com o interesse de outras Federações das Indústrias dos Estados de Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina e Ceará. Esse processo está sendo discutido com um fundo que adquiriu quase 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 produzidas na Europa. Desse total, 60 milhões ainda estão disponíveis à venda.
Na última segunda-feira (22), realizamos o credenciamento do profissional que irá representar o Espírito Santo nas negociações junto a esse fundo. Por confidencialidade das negociações, até o final do acordo, o nome do fundo e do laboratório fabricante não podem ser divulgados.
Essas vacinas serão destinadas, a princípio, ao Sistema Único de Saúde (SUS), como determina a legislação federal (Projeto de Lei PL 534/2021). Elas serão usadas na vacinação dos grupos prioritários, definidos pelo Ministério da Saúde.
Após essa fase, metade dos imunizantes poderá ser usada pela iniciativa privada e a outra metade será remetida ao SUS, como estabelece a Lei.
Ressalto que este é um esforço conjunto entre Federações para acelerar a vacinação de toda a sociedade. Acrescento que a Findes apoia o Movimento Unidos pela Vacina, iniciativa apartidária que tem o objetivo de imunizar toda a população brasileira até setembro.
Entendemos que a imunização da população é essencial para preservar vidas e empregos. Ela possibilitará a plena retomada da atividade econômica. A vacinação em massa e o cumprimento dos
protocolos sanitários é o único caminho que temos para conter o vírus.
Além da aquisição da vacina, trabalhamos ainda em outras frentes. Estamos em contato com a Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) para apoiar a Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa) na aquisição dos chamados Elmos, ou capacetes de respiração assistida.
Esse dispositivo não invasivo evita a intubação e suas consequências em cerca de 50% a 60% dos casos, reduz custo hospitalar e pode ser usado nas UPAs e UTIs. Além disso, também pode ser reutilizado, desde que esterilizado, e diminui o risco de contaminação dos profissionais de saúde.
Mais do que nunca, a hora é de redobrar os cuidados: este momento é o mais crítico da pandemia.
Todos nós precisamos dar a nossa contribuição.
Vitória, 24 de março de 2021.
Cris Samorini
Presidente da Findes

Comentários Facebook