Vice-governadora apresenta resultados do programa Agenda Mulher

Jacqueline Moraes ressaltou a importância do Programa Agenda Mulher, que busca garantir condições mais igualitárias para as mulheres na sociedade.

18
Foto: Leandro Braga

A vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, apresentou os resultados do programa Agenda Mulher durante reunião, nesta segunda-feira (1º), no Palácio da Fonte Grande, em Vitória. Com o objetivo de marcar o início do Mês da Mulher, o encontro reuniu secretárias e subsecretárias de Estado, outras mulheres que estão à frente de projetos importantes para o Governo do Estado e também contou com a presença do governador Renato Casagrande.

Jacqueline Moraes ressaltou a importância do Programa Agenda Mulher, que busca garantir condições mais igualitárias para as mulheres na sociedade. “Esse nosso trabalho visa a garantir que, além de reafirmar a posição da mulher como essencial para a sociedade em todos os seus âmbitos, que ela possa aprender e aplicar o que aprendeu sobre o empreendedorismo feminino como primeiro passo para que mais e mais mulheres se dediquem a essa atividade e transformem não só a sua realidade, mas também a de muitas pessoas ao seu redor”, disse.

O governador Renato Casagrande lembrou a transversalidade do tema no Governo do Estado: “É com muita alegria que estou aqui na Vice-Governadoria com todas vocês. A Jacqueline é um exemplo de empoderamento das mulheres e é fundamental mostrar que podemos fazer uma ruptura e que podemos avançar. Ao mesmo tempo em que conseguimos dar passos adiante em uma agenda específica para as mulheres, temos, no mundo e no Brasil, demonstrações inadequadas, atrasadas, retrógadas, de pessoas que acreditam que as mulheres não têm o mesmo direito que os homens. Precisamos consolidar os avanços e as conquistas que as mulheres tiveram na sociedade ao longo dos anos. Todas as Secretarias do nosso governo têm um trabalho voltado para as mulheres. O tema mulher é uma pauta transversal do governo. Em qualquer local temos que ter políticas para as mulheres, especialmente em duas áreas: na educação, através da formação profissional, e no enfrentamento à criminalidade.”

O programa Agenda Mulher tem o objetivo de empoderar e dar visibilidade às mulheres, por meio do empreendedorismo, oferecendo e customizando cursos que incluem qualificações diversificadas e até mesmo ferramentas emocionais, envolvendo diversas áreas do Governo do Estado e instituições parceiras. Durante o ano de 2020, foram desenvolvidos 22 projetos por meio do Agenda Mulher, entre os quais, destacam-se:

“Elas no Campo e na Pesca”, desenvolvido pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), beneficiou mais de 2.000 mulheres com atendimentos, reuniões e visitas técnicas;

  • “Corte de Lovelace”, desenvolvido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES), certificou 50 meninas, residentes em bairros atendidos pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida, em programação e robótica;
  • Parceria Ela Pode/IRME (Instituto Rede Mulher Empreendedora) capacitou mais de 2.000 mulheres em 16 municípios do Estado;
  • “Oficinas Pense Grande” realizou 175 edições distribuídas em 125 escolas qualificando, ao todo, 5.600 jovens fomentando a cultura do empreendedorismo de impacto social;
  • “Delas”, promovido pela Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedorismo (Aderes), levou cursos de capacitação para mais de 1.300 mulheres microempreendedoras e empreendedoras individuais;
  • “Qualificar Mulher ES”, desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Trabalho (Secti), oferece diversos cursos de qualificação profissional e teve mais de 8.600 inscritas na modalidade presencial e 25.000 inscritas na modalidade on-line.
  • Em parceria com a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), a qualificação “Gestão Estratégia de Pessoas” treinou servidores dentro do mapeamento de perfil e elaboração do Plano de Desenvolvimento Individual, curso de autoliderança e mentorias individuais.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, participou do encontro e destacou o trabalho de atualização do Pacto Estadual de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres.

“Começamos o trabalho quando nosso Governo assumiu, e vimos que tinha um Plano Estadual de Políticas para as Mulheres que estava parado. Estudamos e atualizamos esse importante documento. Ainda temos o Pacto Estadual de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, que também precisou ser atualizado, e foi um trabalho árduo. Para que ele fosse institucionalizado, fizemos reuniões com as macrorregiões, para os que municípios compreendessem a importância disso. Também precisamos destacar o trabalho feito por meio das Unidades Móveis, que demos continuidade para a escuta ativa junto às mulheres do campo, e ainda elaboramos um Manual de Procedimentos orientativo sobre o funcionamento das unidades para as mulheres que atuarem nesse serviço”, afirmou.

O Plano Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres e o Pacto Estadual de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres são documentos orientadores para a elaboração das políticas públicas e também têm o objetivo de prevenir, combater e enfrentar todas as formas de violência contra as mulheres. Ambos foram atualizados em 2019.

Participaram da reunião as secretárias de Estado Cyntia Figueira Grillo (Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social); Lenise Meneses Loureiro (Gestão e Recursos Humanos); e Flavia Mignoni (Comunicação Social); além da diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES), Cristina Engel de Alvarez; e da diretora-presidente da Escola de Serviço Público do Espírito Santo, Nelci do Belém Gazzoni.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto

Comentários Facebook