MP denuncia acusado de assassinar professor de capoeira no ES e pede prisão preventiva

Cuarassy Medeiros Del Nery, de 39 anos, foi morto a tiros dentro de uma pousada.

24
Professor de capoeira Cuarassy Medeiros Del Nery foi morto em dezembro de 2020 — Foto: Reprodução/TV Gazeta

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) denunciou o homem acusado de assassinar o professor de capoeira Cuarassy Medeiros Del Nery após uma discussão em Itaúnas, distrito de Conceição da Barra, no Norte do Espírito Santo, em dezembro de 2020.

O MPES pede que o denunciado seja submetido a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri por ter cometido homicídio por motivo fútil.

O MPES pede ainda a prisão preventiva de Tiago Passos Viana para “garantir a ordem pública e a instrução processual”. Tiago chegou a ser preso, mas foi solto na última semana.

A denúncia relata que acusado confessou ter adquirido, sem registro, uma arma de fogo cinco dias antes do crime e passou a andar com o armamento em local público.

Ainda de acordo com a denúncia, após cometer o crime, o homem jogou a arma em um rio para impedir a perícia, dificultando as investigações e a produção de provas.

“Na ocasião, o denunciado chegou ao local e os dois iniciaram uma discussão e entraram em luta corporal. Mesmo com moradores pedindo que o acusado se afastasse, ele foi ao interior de uma pousada e, após pegar uma arma de fogo, atirou contra a vítima, que morreu no local”, divulgou o MPES.

Para o MPES, o acusado cometeu o crime por motivo fútil, já que tinha uma rixa anterior com uma pessoa, de quem a vítima teria tomado as dores. Segundo o MPES, essa situação foi relatada pelo próprio denunciado em um áudio enviado por aplicativo de celular.

O MPES inclusive, juntou aos autos um áudio enviado pelo acusado a uma pessoa não identificada, logo após o crime, confessando que, além de ter cometido o assassinato, iria apagar do aplicativo a mensagem em que relata esses fatos.

Na época do crime, Tiago disse que agiu em legítima defesa porque havia sido agredido pelo capoeirista. Ainda segundo o suspeito, ele estaria armado porque estava recebendo ameaças de um morador.

Com Informações: G1 ES

Comentários Facebook