São Mateus cidade empreendedora: Petrocity prevê iniciar obras em dois meses

117

Em reunião com o prefeito Daniel Santana, o diretor-presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva, informou que em cerca de dois meses deverão ser iniciadas as obras do condomínio logístico e industrial do Complexo Portuário de São Mateus, em Urussuquara. Também participaram da reunião no Centro Administrativo da Prefeitura o secretário municipal de Desenvolvimento, Hassan Rezende, e o diretor-geral da Rede TC de Comunicações, Marcio Castro.

O diretor-presidente da Petrocity afirmou que o empreendimento possui toda a documentação federal e municipal relativa ao complexo portuário, dependendo, apenas, “do desfecho do Ibama”. “Estamos dando passos firmes. Nas áreas ao lado [do complexo portuário], já com aprovação da Prefeitura, temos um dos condomínios logísticos industriais mais modernos do País que passará a ser implantado nos próximos meses. A Petrocity deu um salto bem interessante para somar aí às iniciativas do Município, para fazer o desenvolvimento do norte do Estado” – destacou.

CONDOMÍNIO REGULAMENTADO

Diante do período de crise econômica, até mesmo motivada pela pandemia do novo coronavírus, a grande ansiedade dos agentes econômicos é com prazos. De acordo com José Roberto Barbosa da Silva, o principal foco do empreendimento neste momento é iniciar de fato a implantação do condomínio logístico, que segundo ele, já está regulamentado.

“Nós estamos, agora, finalizando os documentos que foram solicitados pela Prefeitura só para cumprir o que determina a Lei. Estamos avançando para a análise final. O agente financeiro já está resolvido. Temos os recursos garantidos para a implantação do condomínio logístico e industrial. Nossa meta é que seja a partir de março” – confirma.

José Roberto explica ainda que o condomínio logístico e industrial é uma área que será construída ao lado do Complexo Portuário de São Mateus. “Uma área contígua, não faz parte do mesmo sítio”. Segundo ele, toda a parte fundiária atende ao Plano Diretor Municipal, à lei que regulamenta a implantação do empreendimento e também ao agente financeiro e à construtora que está contratada.

Comentários Facebook