Estudo confirma eficácia de 94,1% da vacina contra Covid-19 da Moderna

Imunizante mRNA-1273 já foi aprovado para uso emergencial e está sendo aplicado nos Estados Unidos. Estudo foi publicado nesta quarta-feira pelo New England Journal of Medicine.

11
Frascos e seringas médicas são vistos na frente do logotipo da Moderna — Foto: Reuters/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

Um estudo publicado no New England Journal of Medicine nesta quarta-feira (30) confirma a eficácia de 94,1% da vacina contra o coronavírus mRNA-1273, da Moderna.

O percentual havia sido atestado pela FDA – a Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA – quando aprovou seu uso emergencial no país, em 15 de dezembro. Naquela ocasião, a agência reguladora disse que a vacina “não mostra problemas de segurança específicos que impeçam a emissão” de autorização para o uso.

A vacina da Moderna já está sendo aplicada nos Estados Unidos.

Segundo o estudo divulgado nesta quarta, o índice de 94,1% é observado mesmo incluindo doenças graves e “além de reações locais transitórias e sistêmicas, nenhuma preocupação de segurança foi identificada”.

Foram envolvidos 30.420 voluntários nos testes, realizados em 99 locais nos Estados Unidos, e iniciados em 27 de julho. O estudo continua em andamento, com a observação dos participantes.

Os voluntários foram designados aleatoriamente em uma proporção de 1:1 para receber a vacina ou o placebo (15.210 participantes em cada grupo). Mais de 96% dos participantes receberam ambas as injeções e 2,2% apresentaram evidências (sorológicas, virológicas ou ambas) de infecção por SARS-CoV-2 no início do estudo.

A doença sintomática de Covid-19 foi confirmada em 185 participantes no grupo de placebo (56,5 por 1000 pessoas) e em 11 participantes no grupo de mRNA-1273 (3,3 por 1000), atestando a eficácia de 94,1%.

Foram registrados 30 casos graves de Covid-19, todos em voluntários que haviam recebido placebo.

Com Informações: G1

Comentários Facebook