Bloco de Maia já teria 65 votos a mais para vencer eleição na Câmara

33
Maia entre o adversário e o aliado

O bloco de partidos liderado pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ), já teria 65 votos a mais que o candidato apoiado pelo Planalto, deputado Arthur Lira (PP/AL), para a disputa de 1º de fevereiro.

As negociações dos partidos de oposição da semana passada para definir apoio a candidatos que disputarão a presidência da Câmara foram positivas para o bloco de Maia.

O grupo que não admite apoiar o candidato de Bolsonaro, já teria somado 269 votos de parlamentares de 11 partidos. Para vencer a eleição são necessários 257 votos, caso os 513 deputados votem.

A eleição é com voto secreto e traições são esperadas de ambos os lados. PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PC do B e Rede decidiram correr juntos.

Faltam só Novo, Podemos e o Psol se decidirem se apoiarão algum nome, o que poderá ser anunciado até quarta-feira (24/12). Somam 28 votos.

Psol (10 votos) e o Novo (oito votos) devem integrar o grupo de Maia e o Podemos (10 votos) deverá apoiar Arthur Lira, que tem o apoio do presidente Jair Bolsonaro.

PP, PL, PSD, Republicanos, Solidariedade, PTB, Pros, PSC, Avante e Patriota seguem a cartilha do governo. Somam 204 votos.

Com Informações: Agência Congresso

 

Comentários Facebook