Aderes entrega kit farinheira para comunidade quilombola no Dia da Consciência Negra

28
Comunidade Quilombola Santa Luzia, localizada em Córrego de Barreado, no município de Montanha, região norte do Estado.

A Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo do Estado (Aderes) entregou, na última sexta-feira (20), um kit farinheira, composto de um forno, um ralador semiautomático, um ralador automático em aço carbono, uma prensa hidráulica, uma lavadeira descascadora, uma extratora de fécula, um tacho manual redondo e um tacho manual retangular. Os equipamentos foram entregues para a comunidade quilombola Santa Luzia, localizada em Córrego de Barreado, no município de Montanha, região norte do Estado, no Dia da Consciência Negra.

Para o diretor-presidente da Aderes, Alberto Farias Gavini filho, que foi até a comunidade Santa Luzia para fazer a entrega do kit farinheira, essa ação está em consonância com a linha social seguida pelo Governo do Estado, no sentido de atender os que mais precisam.

“A entrega desses equipamentos para essa comunidade quilombola representa aumento na produção e geração de renda, além de contribuir para a melhoria da qualidade de vida desses trabalhadores”, afirmou o presidente.

Segundo o gerente de Economia Solidária da Aderes, Renato Alexandre Rangel de Jesus, a entrega desses equipamentos vai contribuir para estruturar e fortalecer a comunidade quilombola, promovendo, dessa forma, a inclusão social e produtiva dos empreendedores.

“Nosso objetivo é contribuir para o empreendedorismo da comunidade para que eles possam manter sua tradição e comercializar seus produtos. O kit farinheira vai possibilitar o beneficiamento da farinha de mandioca, o aumento da produção e a da qualidade do produto, gerando trabalho e renda para a comunidade”, explicou Renato de Jesus.

O diretor técnico Hugo Tofoli, destacou que é papel da Aderes incentivar o empreendedorismo no Estado. “A entrega desse kit vai contribuir para uma condição mais digna de trabalho, aumento da produtividade e melhoria da renda desses empreendedores da Economia Solidária”, disse.

De acordo com a líder da comunidade quilombola Santa Luzia, Ingrith Atanazio Emílio, os equipamentos do kit farinheira são de suma importância para a comunidade, já que durante toda trajetória o grupo trabalhou com a produção de farinha, tapioca, beiju, moqueca e todo derivado da mandioca. Algo que vai beneficiar 15 famílias, assim como a região de Montanha.

“Esse kit vai somar muito para nossa economia, além de ser algo que vai contribuir para manter vivas e fortes as tradições culturais da nossa comunidade, principalmente, para os mais novos e nossas crianças. É algo que unifica, junta a nossa comunidade, é quando a gente reúne irmãos, sobrinhos e netos, para realizar um só trabalho. Para nós, é de extrema importância que haja essa farinheira, pois vai aumentar nossa produção e nossa renda, e por isso, queremos agradecer muito a Aderes e o nosso governador Renato Casagrande”, pontuou a líder da comunidade.

A comunidade quilombola Santa Luzia foi a vencedora do edital de chamamento público aberto pela Aderes, com a finalidade de entregar os equipamentos para os empreendedores da Economia Solidária. Essa ação é fruto do convênio de Ações Integradas, número 760171/11, uma parceria com o Governo Federal, que tem como objetivo consolidar a Economia Solidária no Estado, contribuindo para a reestruturação e sustentabilidade dos empreendimentos, tendo em vista o desenvolvimento local das comunidades beneficiadas.

Saiba mais:

Itens que compõem o Kit farinheira:

01 – Forno – of/fcm-002. diâmetro de 2.000mm

02 – Ralador semiautomático of/01

03 – Ralador automático em aço carbono

04 – Prensa hidráulica estrutura em perfil u de 6”

05 – Lavadeira descascadora

06 – Extratora de fécula

07 – Tacho manual redondo

08 – Tacho manual retangular

Com Informações: Assessoria de Comunicação da Aderes

Comentários Facebook