Grupo de Bruno decide apoio na Serra neste sábado

Grupo de Bruno decide apoio na Serra em encontro nesta manhã

48

A coligação Mudança com Segurança, formada por PSB, PV, DEM e Avante, que lançou o deputado estadual Bruno Lamas (PSB) à Prefeitura da Serra, vai bater o martelo nesta manhã, após reunião que está sendo realizada no Singo’s Club, em Jardim Limoeiro, sobre quem irá apoiar no segundo turno da eleição: se o candidato do PDT, o deputado federal Sergio Vidigal, ou o vereador Fábio Duarte (Rede).

A definição da Executiva estadual do PSB de orientar o voto na Serra para Vidigal foi motivo de discussão dos militantes do município que, num café da manhã ontem  (20), decidiram que a coligação é quem vai definir para que lado o grupo vai andar.

“O que foi dito pela Executiva estadual é apenas uma orientação, mas quem decide a vida aqui somos nós, estamos unidos. Não somos massa de manobra”, disse o deputado Bruno Lamas, que foi candidato a prefeito da Serra e ficou em 5º lugar com 10.899 votos.

O café reuniu cerca de 300 pessoas, vereadores eleitos e militantes no comitê de Bruno – que tem espaço para 4 mil pessoas.

“Todos querem participar do processo. Há quem, como eu, defenda a neutralidade. Há quem queira ficar com o 18 (Fábio Duarte) e há quem diga que o 12 (Vidigal) é a melhor opção. Tivemos 24.600 votos para vereadores, mais quase 11 mil para prefeito. Então, não há uma conclusão ainda, mas vamos decidir”, disse Bruno, que adiou para amanhã de manhã a definição sobre o apoio do grupo.

Bruno lembrou que passou a campanha falando em renovação da alternância entre Vidigal e o atual prefeito, Audifax Barcelos (Rede), padrinho de Fábio. Dessa forma, defende a neutralidade por coerência. Ele frisou que as propostas do seu plano de governo serão usadas em projetos e indicações na Assembleia Legislativa.

A presidente do PSB na Serra, a vice-prefeita Márcia Lamas, comparou o grupo ao capim tiririca, conhecido por ser “invasor” e ocupar o espaço de outras plantas. “Somos resilientes como o tiririca. Enfrentamos uma pandemia, o poderio econômico, mas o sonho de chegar à prefeitura não acabou. Vamos voltar mais fortes”, declarou.

O presidente do DEM na Serra, Adaucto Morais, liberou a militância para apoiar quem quiser, mas também defendeu a neutralidade.

 

 Foto. Bruno Lamas tira selfie com a militância durante ato de campanha/Divulgação

Comentários Facebook