Mais pinturas inéditas são descobertas no Museu Homero Massena

Foram encontrados figuras florais e de natureza, durante processo de restauração do espaço

43

Mais pinturas inéditas do artista Homero Massena foram descobertas nesta sexta-feira (18), durante o processo de conservação e restauração do museu que leva o nome do, localizado na Prainha. As novas obras foram encontradas na copa, anexa à cozinha, e na sala, com figuras florais e de natureza. Mais uma surpresa para a equipe que trabalha na conservação e restauro do espaço.

“Com a limpeza profunda feita na pintura da sala, encontramos além da flor existente, cinco flores que estavam encobertas por repintura, feita anos atrás. Já no cômodo complementar a cozinha, uma parte da obra está mais inteira e alguns fragmentos das pinturas mostram indícios, mesmo que sutis, de traços do Homero Massena, como riscos de galhos característicos do artista”, contou a restauradora Catarina Zambe.

A expectativa é que, no decorrer do trabalho de restauração, que iniciou em julho deste ano, outras pinturas sejam descobertas, o que aumentam o acervo no museu e também destaca a relevância do artista Homero Massena para o cenário cultural do Espírito Santo. “Com as inéditas obras do pintor, amplia o cenário das artes plásticas e para estudos e pesquisas, sendo um grande ganho para o patrimônio cultural e histórico de Vila Velha”, afirmou o secretário municipal interino de Cultura, Peterson de Castro Cardoso.

O Museu conta com um acervo de 2.170 peças, tais como pinturas sobre tela, cal e madeira; livros; recortes de jornais; documentos; objetos pessoais; e mobiliário. As pinturas estão conservadas em uma sala cedida pelo Exército no 38° Batalhão de Infantaria, na Prainha.

A casa onde fica o Museu Homero Massena está fechada para visitação devido à execução das obras de reforma, restauração e ampliação. Estão sendo realizados melhorias no telhado, piso, paredes, adequação para acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência, entre outros serviços. A previsão para conclusão da obra é de 120 dias. O local já se encontrava fechado devido à pandemia do Coronavírus.

Texto: Peggy Maressa
Assessoria de Comunicação da PMVV

Comentários Facebook