Morre Paulo Cigano, o chefe dos ciganos de São Mateus

Paulo Cigano, como era conhecido, estava com sérios problemas de saúde, mas que não tem relacionamento com a Covid-19, segundo pessoas mais próximas da família.

2738
Seu Paulo Cigano e nora. Representando os filhos: Washington Silva Ramos, representando as mulheres Ciganas: Nicéia de Jesus Santos.

Conhecido em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, como maior liderança dos grupos de ciganos da região, Jandelson Silva Ramos, o Paulo Cigano, como era conhecido de todos, morreu na tarde desta segunda-feira (22) no Hospital Meridional, em Cariacica, na Grande Vitória.

Paulo Cigano foi levado para atendimento na Grande Vitória no dia 10 de maio e a princípio chegou a ser encaminhado por um filho ao Hospital Metropolitano, em Laranjeiras, na Serra, mas na mesma madrugada em que chegou, foi transferido para o Meridional, onde veio a óbito.

Com grande trânsito no meio político na cidade de São Mateus, Paulo Cigano, morador do Residencial San Remo, teve atuação ativa na campanha do atual prefeito Daniel Santana Barbosa chegando a participar de caminhadas durante o período eleitoral de 2016.

Atualmente conduzia seu grupo de seguidores a apoio a outras correntes políticas, mais desde maio se internou na Grande Vitória, onde chegou a receber a visita da assessora do Senador Marcos Do Val (Podemos), Elisângela, a Preta, na quarta-feira da semana. Preta se revela uma grande amiga da família de Paulo Cigano.

Prova de sua simpatia por figuras da política foi o encontro que teve com a Vice-governadora Jaqueline Moraes juntamente com Preta. “Foi uma notícia terrível que recebi por volta das 14 horas de familiares do Seu Paulo informando de sua morte”, lamentou Preta.

TEXTO: HILMAR DE JESUS

Comentários Facebook