Nova cartilha traz orientações sobre créditos emergenciais para empresas durante a pandemia

Todas as linhas de financiamento estão condicionadas, particularmente, a situação de cada empresa e análise das instituições financeiras, cabendo a elas a responsabilidade sobre a divulgação dos dados, bem como a análise de crédito e liberação.

22
Foto Divulgação

Em virtude da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a Secretaria de Desenvolvimento (Sedes), em parceria com a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), atualizaram a cartilha com a apresentação de algumas medidas econômicas voltadas para suprir as necessidades de recursos financeiros dessas empresas, em especial, micro, pequenas e médias. A primeira versão do documento havia sido publicada no dia 22 de abril pela Sedes.

Todas as linhas de financiamento estão condicionadas, particularmente, a situação de cada empresa e análise das instituições financeiras, cabendo a elas a responsabilidade sobre a divulgação dos dados, bem como a análise de crédito e liberação.

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, as medidas atendem às demandas de diferentes grupos econômicos. “O Governo do Estado está atento às demandas dos diferentes segmentos econômicos neste momento tão delicado que vem sendo enfrentado por todo mundo no combate à Covid-19. Temos certeza que tais medidas vão estimular não só as empresas, como também os trabalhadores autônomos para que tenham condições de continuar gerando emprego”, destacou.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedes/Ipem

Comentários Facebook