Falsos “pesquisadores” fazendo testes ilegais de coronavírus em São Mateus

O sangue coletado seria utilizado para saber se a pessoa estaria contaminada pelo vírus da Covid-19.

144
Falsos pesquisadores detidos pela PM

A Polícia Militar de São Mateus (13º Batalhão) prendeu dois gaúchos da cidade de Pelotas, em Rio Grande do Sul, se passando por pesquisadores credenciados a promover a coleta de sangue de moradores da cidade. O sangue coletado seria utilizado para saber se a pessoa estaria contaminada pelo vírus da Covid-19.

Os “falsos pesquisadores” foram abordados por uma guarnição da PM nesta quinta-feira (14), no Bairro Cohab. Consta que os dois gaúchos não possuem formação na área de saúde.

A Polícia Militar informou que os suspeitos fazem parte de um grupo de 17 pessoas que realizou mais de 250 testes em todo município, no programa “Inquérito Sorológico” lançado em todo o Estado pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com os municípios.

Os militares informaram ainda que o grupo veio de Pelotas e os detidos informaram que os testes eram uma parceria do Ibope (Instituto de Pesquisa) com a prefeitura para verificar a quantidade de infectados com o covid-19.

A PM entrou em contato com a prefeitura, que negou a parceria. A polícia informou que os suspeitos visitaram várias residências para coletar sangue para os testes de Covid-19, sem autorização, nem capacitação profissional para isso.

Os suspeitos não possuíam autorização da Secretaria Municipal de Saúde para realizar os testes e foram encaminhados para a delegacia. O caso foi encaminhado à 18ª Delegacia Regional que segue em investigação para identificação dos outros integrantes do grupo.

TEXTO: HILMAR DE JESUS

Comentários Facebook