Covid-19: Iases determina suspensão de visita nas unidades socioeducativas

Para garantir o contato do adolescente com seu familiar e atenuar os impactos da restrição de visita, o Iases está disponibilizando meios alternativos de comunicação, como as chamadas por áudio e vídeo.

7

O Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) determinou, nesta quinta-feira (02), a suspensão imediata das visitas familiares nas unidades socioeducativas. A decisão é temporária e integra o protocolo de prevenção e controle ao contágio do novo Coronavírus (Covid-19) no sistema socioeducativo.

A medida foi adotada após a pandemia alcançar no Espírito Santo o estágio de transmissão comunitária, quando não se sabe mais a origem do contágio. O objetivo é reduzir o fluxo de entrada e saída das unidades socioeducativas, diminuindo os riscos de contaminação entre adolescentes, familiares e a comunidade socioeducativa em geral.

Diariamente, novas medidas vão sendo estudadas para evitar a disseminação do vírus no sistema socioeducativo, tendo como base o ritmo da evolução da pandemia no Estado capixaba e as determinações da Secretaria de Saúde (Sesa) e do Ministério da Saúde (MS).

O diretor-presidente do Iases, Bruno Pereira Nascimento, destacou que as ações vão sendo tomadas gradualmente, de forma responsável, visando reduzir os riscos de contágio e garantir a continuidade do atendimento socioeducativo.

“Primeiro restringimos o número de familiares e estabelecemos medidas para reforçar a higiene, evitar aglomerações e contato físico entre os adolescentes e visitantes externos. Neste momento, entendemos que com o aumento da circulação do vírus, a suspensão temporária das visitas familiares é indispensável para a proteção da saúde de todos os envolvidos no sistema socioeducativo”, destacou.

Para garantir o contato do adolescente com seu familiar e atenuar os impactos da restrição de visita, o Iases está disponibilizando meios alternativos de comunicação, como as chamadas por áudio e vídeo. Esta alternativa já era utilizada e foi intensificada desde o início do mês de março, como uma demanda dos próprios adolescentes, em prol da proteção de suas famílias. Muitos já preferem interagir com seus familiares via chamada, pedindo para que se protejam e evitem sair às ruas.

As ações de prevenção estão sendo executadas tendo como base a conscientização do adolescente, para que o impacto das novas medidas seja o menor possível na rotina das unidades socioeducativas. Para isso, as equipes das unidades vêm desempenhando um trabalho crucial na busca pelo diálogo, entendimento e transparência com o socioeducando, ofertando a ele todo o suporte necessário para a garantia de seus direitos e o cumprimento da jornada pedagógica.

 

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação do Iases
Carolina Alvarenga
(27) 3636-5484
carolina.alvarenga@iases.es.gov.br | imprensa@iases.es.gov.br

Comentários Facebook