Sedes discute parcerias econômicas com o cônsul-geral da Suíça

6

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, recebeu o cônsul-geral da Suíça, Rudolf Wyss, nessa terça-feira (11). O encontro foi realizado na sede da Secretaria de Desenvolvimento (Sedes), em Vitória. O subsecretário de Estado de Atração de Investimentos e Negócios Internacionais, Gabriel Feitosa, e a subsecretária de Estado de Competitividade e Projetos Estruturantes, Rachel Freixo, acompanharam o titular da pasta na reunião.

Kneip destacou que a Suíça é um importante parceiro econômico do Estado e que o encontro teve por objetivo o estreitamento dessas relações. “Nos reunimos com o objetivo de ampliar e incrementar o comércio exterior no Estado e futuramente expandir para a atração de fundos de investimentos em projetos portuários e de inovação”, disse o secretário.

Já o subsecretário Gabriel Feitosa destacou as potencialidades do Estado para a melhoria do comércio com a Suíça. “Abordamos alguns assuntos prioritários, como os investimentos em infraestrutura, os portos, aeroportos e rodovias do Estado. A pauta de tecnologia também esteve presente, pois apresentamos as iniciativas da Mobilização Capixaba pela Inovação (MCI), além disso, o cônsul nos apresentou duas instituições de São Paulo que tratam especificamente de atração de investimentos e internacionalização de empresas brasileiras na qual nos colocou em contato para futuras agendas de trabalho”, contou Feitosa.

A subsecretária Rachel Freixo apontou que o atual cenário econômico que o Espírito Santo apresenta é positivo e tem em sua gestão grandes projetos de atração de investimentos. “A Suíça tem como importante ramo da sua economia o desenvolvimento de alta tecnologia, biotecnologia, indústrias farmacêuticas, setor bancário e de seguros, o que converge diretamente com as prioridades e interesses do Espírito Santo, que hoje tem como meta desenvolver como prioridade a base de inovação”, afirmou.

Dentre os principais produtos exportados pelo Espírito Santo para a Suíça em 2018 estão o melão, pedras de cantaria ou construção e o café. Aviões, petróleo e compostos heterocíclicos com nitrogênio são os itens relacionados às importações.

Com Informações: Assessoria de Comunicação da Sedes/Aderes/Ipem Texto: Carolina Moreira

Comentários Facebook