Detran|ES responde dúvidas frequentes sobre a troca da placa para o padrão Mercosul

No Espírito Santo, o valor da placa no padrão Mercosul não é tabelado pelo Detran|ES. O cidadão deverá buscar as empresas estampadoras de placas e fazer a consulta do valor.

51

A partir do dia 1º de fevereiro passa a ser obrigatória a implantação da placa de padrão Mercosul em todos os estados, conforme prazo estabelecido pela Resolução 780 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). No Espírito Santo, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran|ES) adota as placas desde 10 de dezembro de 2018. De lá para cá, diversas mudanças foram realizadas. Confira uma lista com as respostas do Detran|ES para as dúvidas mais frequentes dos proprietários de veículos.

Todos os carros já terão que trocar imediatamente suas placas?

Não. A troca é obrigatória somente para os veículos de primeiro emplacamento, mudança de município ou Estado, alteração de categoria e nos casos em que os lacres ou as placas cinzas estiverem danificadas, forem furtadas ou perdidas, como na chuva, por exemplo.

Quais as vantagens da nova placa?

Um dos principais benefícios oferecidos pela nova placa é a segurança. Ela possui gravação a laser, efeitos visuais, número de série criptografado e um QR Code. Esse último item tem o objetivo de dificultar a clonagem de veículos.

Qual é o preço da nova placa?

No Espírito Santo, o valor da placa no padrão Mercosul não é tabelado pelo Detran|ES. O cidadão deverá buscar as empresas estampadoras de placas e fazer a consulta do valor. Veja os locais: https://www.detran.es.gov.br/estampadores-de-placas.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Detran|ES

Comentários Facebook