Procon-ES debate ações sobre lote contaminado de cerveja artesanal

11 estabelecimentos da Grande Vitória, de forma cautelar, suspenderam a comercialização das cervejas da marca. Backer, fabricada em Minas Gerais.

32
Reunião do |Procon para discutira questão da cerveja contaminada

O diretor presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, afirmou que o coordenador do Procon de Minas Gerais, Amauri Artimos da Matta, realizou contato com o órgão capixaba na última sexta-feira (10) relatando os problemas com os lotes das cervejas da marca Backer e solicitou parceria para que fossem adotadas medidas no Espírito Santo, tendo em vista a entrada de lotes contaminados no Estado.

Athayde avaliou a reunião como positiva, reforçando a disposição dos órgãos em firmar parceria para controlar a situação. “Precisamos unir esforços para evitar contaminações no Estado e garantir o direito do consumidor. Estamos empenhados em resolver essa questão juntamente com os Procons municipais e demais órgãos”, disse.

O Ministério da Agricultura instaurou uma força tarefa para recolhimento de todas as cervejas da empresa. O Mapa informou também que 11 estabelecimentos da Grande Vitória, de forma cautelar, suspenderam a comercialização das cervejas da marca. A ação não foi restrita aos lotes da cerveja Belo Horizontina. As atividades da empresa foram cautelarmente suspensas e as amostras dos produtos serão encaminhadas para o laboratório oficial do Ministério da Agricultura para análise.

Outra medida adotada foi a Portaria Recomendatória da Vigilância Sanitária Estadual para as Vigilâncias municipais de todo o Estado para a interdição cautelar do fornecimento dos lotes contaminados de cerveja.

Ainda na reunião, foi debatia a necessidade de alinhamento com a Associação Capixaba de Supermercados (Acaps) e o Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Estado do Espírito Santo (Sindibares) para que os produtos sejam retirados do mercado, com base na resolução do Mapa, assim como recolhimento produto adquirido e a devolução do valor pago por ele.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Procon-ES
Renata Alves (respondendo)

Comentários Facebook