Maestro Rildo Hora em Vitória para gravar com o sambista Tunico da Vila

75
Tunico da Vila entra em estúdio ladeado pelo Maestro Rildo Hora, o maior produtor de samba do Brasil

Na próxima quarta-feira, dia 6 de novembro, o sambista Tunico da Vila entra em estúdio ladeado pelo Maestro Rildo Hora, o maior produtor de samba do Brasil, que produziu os arranjos para seus cinco novos singles, que serão lançados pela Sony Music.  Rildo Hora, foi quem lançou para o grande público o sambista Zeca Pagodinho e outros grandes nomes do samba e foi quem inseriu elementos do erudito no samba. A gravação acontece no Estúdio Bravo em Jardim da Penha, Vitória, o Maestro irá realizar um intercâmbio com os músicos locais que participam da gravação. Entre as novas canções que serão gravadas, duas são coringas, como são chamadas as músicas de trabalho, misturando elementos africanos e a sensualidade dos tambores.

Tunico da Vila é aposta da Sony e de Rildo Hora como novo nome do samba, pois sabe realizar misturas e ao mesmo tempo tem a tradição do samba na forma de cantar e compor.  “É preciso muito amor pelo Brasil, pelos nossos sons e valores. Eu acredito que as novas gerações devam ter um olhar para as culturas populares, é uma forma de apresentar para os novos públicos que existem diversas culturas dentro do mesmo Brasil. O Tunico da Vila já tem isso formatado na cabeça dele, pois recebeu essa herança cultural, esses ensinamentos. O artista que tem a formação, a vivência como o Tunico da Vila é inerente que ele vai mostrar ao Brasil os batuques no seu cantar. O samba não desapareceu porque grandes artistas se dedicaram a cantar essa cultura”, Rildo Hora.

“Está sendo uma experiência fantástica ser produzido pelo Rildo Hora que me viu pequeno. Ele é um mago, cada toque, detalhe é de uma riqueza de ensinamentos, essa vivência musical de palco, estúdio, ele já viu de tudo, está sendo muito importante na minha caminhada e quis compartilhar isso com os meus músicos capixabas que vão poder ter esse encontro único. Trazer o Rildo para o Espírito Santo tem todo um simbolismo, ele veio pra cá no pré-lançamento do álbum ‘O Canto das Lavadeiras’ com o meu pai, Rildo Hora faz parte da música do Brasil por tudo que ele já fez, o samba escolheu esse nordestino como maestro”, falou Tunico da Vila que é finalista do Prêmio Profissionais da Música Brasileira 2019 na categoria artista de samba, que acontece em Brasília, no dia 3 de novembro.

 

Comentários Facebook