Muita gente foi ver assassina de jovem em Guriri ser condenada no Fórum de São Mateus

A acusada Thayná Barbosa Carrilo foi condenada a 13 anos e seis meses de prisão em regime fechado

2039

Há muito não se via tanta movimentação em um julgamento no Fórum de São Mateus, mas foi o que aconteceu durante o dia desta quarta-feira. Familiares da jovem Taynara Alves Rocha, assassinada em junho de 2015 no balneário de Guriri, e muita gente da sociedade mateense acompanharam de perto o decorrer da sessão e o veredicto. A condenação a 13 anos e seis meses de prisão em regime fechado para Thayná Barbosa Carrilo, de 24 anos, como envolvida no crime só saiu às 20 horas. Outros dois envolvidos no crime já haviam sido condenados antes.

O julgamento no Fórum Desembargador Santos Neves, no Bairro Jaqueline, em São Mateus, começou por volta das 9 horas e desde o início foi grande a presença de familiares, amigos e membros da sociedade atraídos pelo clima de expectativa pela condenação da ré. Na época do assassinato Taynara tinha apenas 16 anos. O corpo dela foi encontrado em uma área de restinga a 100 metros da estrada de acesso a Barra Nova, zona sul de São Mateus.

De acordo com os fatos, Taynara teria sido morta porque estaria passando informações para traficantes rivais dos executores, conforme apurou à época, o delegado José Eustáquio Mendes Júnior. Desde então a acusada de envolvimento no crime estava foragida e foi presa em junho deste ano em São Paulo.

Mesmo com a condenação familiares da vítima não estavam satisfeitos. “Esperávamos uma condenação maior para esta mulher envolvida no assassinato de minha sobrinha, mas graças a Deus a Justiça foi feita, mas isso não ameniza o sofrimento da família”, desabafo a tia de Taynara, Ana Rosa Rocha.

 

TEXTO: HILMAR DE JESUS 

Comentários Facebook