Polícia aponta professor universitário como matador de cadela em São Mateus

Nesta quinta-feira (12) às 14 horas a CPI dos Maus Tratos da Assembleia Legislativa presidida pela deputada Janete Sá (PMN), se reúne na Câmara de São Mateus para apurar o que aconteceu.

175

Um professor do Centro Universitário Norte Capixaba (Ceunes), de São Mateus, que não está sendo identificado, apontado como autor do assassinato de uma cadela no dia 15 de agosto último, será indiciado pela Polícia Civil. O inquérito foi concluído nesta terça-feira e encaminhado para o Ministério Público.

O delegado Leonardo Malacarne, que presidiu o inquérito, e chegou a interrogar o professor na semana passada, concluiu que todos os levantamentos levaram à materialidade do delito atribuído ao indiciado. Em sua residência foram encontrados materiais que comprovam a prática de tiro ao alvo.

Nesta quinta-feira (12) às 14 horas a CPI dos Maus Tratos da Assembleia Legislativa presidida pela deputada Janete Sá (PMN) que tem como membros os deputados Lorenzo Pazolini (sem partido), Vandinho Leite (PSDB) e Carlos Von (DEM), se reúne na Câmara de São Mateus, para ouvir representantes de entidades que cuidam da questão de animais na região norte. Devem ser ouvidos o professor apontado pela polícia como autor, além do delegado e testemunhas.

O professor, durante depoimento, negou ter atirado na cadela que, de acordo com câmeras de vídeo monitoramento, registraram o momento da execução do animal, que foi perseguido por alguns metros em via pública.

A morte da cadela aconteceu no Condomínio Lago do Cisne, região nobre de São Mateus e teve grande repercussão nas redes sociais em nível nacional e até internacional, originando uma passeata realizada no último sábado em Guriri que recebeu o nome de Cãominhada, em protesto pelo episódio.

A direção do Ceunes não quis se manifestar a respeito do indiciamento do professor pela Polícia Civil no caso da morte da cadela por considerar que atos praticados por servidores fora do local de trabalho não devem ser considerados, conforme reportagem do telejornal das 12 horas da TV Gazeta Norte desta terça-feira.

TEXTO: HILMAR DE JESUS  

Comentários Facebook