Campus de São Mateus sedia 8º Simpósio do Produtor de Café Conilon

A inscrição é um quilo de alimento não perecível que será destinado ao Lar dos Velhinhos e Projeto Araçá.

49

O Simpósio do Produtor de Café Conilon chega à oitava edição, cumprindo a missão de levar as pesquisas sobre esse ramo do setor cafeeiro, tanto as desenvolvidas na Ufes quanto em outras instituições, para aqueles que podem colocá-las em prática: produtores, técnicos-agrícolas, engenheiros agrônomos, consultores e demais interessados. O evento será realizado nesta quinta-feira, 15 de agosto, das 7h30 às 16h30, no auditório do campus de São Mateus.

Na sessão desta terça-feira (13), da Câmara de Vereadores de São Mateus, o coordenador do Simpósio, Fábio Luiz Partelli fez uma explanação sobre a importância do evento e aproveitou para distribuir panfletos convocando os vereadores e a plateia que assistia aos trabalhos, para prestigiar o evento. Destacou que a cultura do café cresce todo o ano, mas é preciso debater, dentre outras cosias, a qualidade do produto.

As inscrições podem ser feitas por meio de formulá on-line, disponível no endereço bit.ly/Inscrição8ºsimposio, e deverão ser confirmadas no dia do Simpósio. Será cobrado o valor simbólico de 1 quilo de alimento não perecível, que será doado às entidades assistenciais locais (Lar do Velhinhos e Projeto Araçá).

Com o tema Conhecimento para Superar Desafios, o evento terá entre os convidados o especialista em gestão de vendas e marketing em agronegócio José Luiz Tejon, que ministrará a palestra Superação na vida e na arte do cafeicultor. Entre os temas abordados durante o evento, estão adubação, qualidade do café, doenças e pragas que podem afetar os cafezais, gestão da propriedade agrícola e outros conhecimentos aplicáveis no dia a dia do cafeicultor.

Segundo Fábio Partelli, que é professor do Departamento de Agronomia do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes), o objetivo do simpósio é possibilitar mudanças nas práticas de manejo da produção, tornando-a sustentável e aumentando sua produtividade e rentabilidade, por meio da otimização de recursos.

Conhecimento acadêmico

O professor avalia que o evento também é um momento para apresentar a Universidade ao produtor rural e incentivá-lo a se apropriar do meio acadêmico: “Muitas pessoas conhecem a Ufes pela primeira vez no Simpósio, e é importante que elas saibam que aquele espaço é público e que o conhecimento de qualidade ali produzido também pertence a elas”, declara.

Segundo Partelli, o Simpósio também destacará o conhecimento do produtor rural por meio de homenagem a produtores de café conilon e do convite a cafeicultores para apresentar experiências de sucesso.

Os assuntos apresentados no Simpósio, além de outros relevantes à cafeicultura, serão disponibilizados aos participantes por meio de um livro nos formatos impresso e digital. “Quanto mais conhecimento estiver disponível, melhor é a tomada de decisão e maior a possibilidade de sucesso na atividade agrícola”, afirma o professor.

Com texto de: Nábila Corrêa
Edição: Thereza Marinho

Hilmar de Jesus

 

Comentários Facebook