Pânico na Defensoria Pública de Jaguaré: com uma faca, mulher tenta se matar

Depois da primeira tentativa, mulher se jogou na frente de motocicleta, em frente ao Fórum

538
A mulher foi socorrida para o Hospital da cidade, mas sem gravidade

Uma mulher com problemas mentais, identificada pela iniciais M. M. D. S. S. 43 anos, praticamente parou a Avenida 9 de Agosto, a principal do Centro de Jaguaré por volta das 13 horas desta segunda-feira. Inicialmente pegou uma faca para se matar, foi dominada, liberada pela PM e logo em seguida se jogou na frente de uma motocicleta conduzida por um rapaz não habilitado.

A mulher que tem histórico de já ter tentado antes pôr fim à vida, inicialmente, segundo relato dos policiais militares, invadiu a sede da Defensoria Pública se dirigindo à cozinha onde pegou uma faca para se matar.

Os serventuários por conhecer M. e saber que ela apresenta distúrbios psicológicos, e por temerem por algum tipo de ameaça de morte, evadiram-se para o Fórum, que fica ao lado para pedir socorro.

Ao chegarem ao local, os policiais presenciaram M. na frente do Fórum bastante alterada, porém sem faca, mas as serventuárias de nome L. e P., relataram que não houve ameaça dirigida a elas.

Ao ser perguntada sobre a intenção em pegar a referida faca, M. respondeu que era para se matar, como não houve representação por parte dos serventuários daquela Instituição, foi solicitado para a acusada que se retirasse do local, que foi feito de imediato.

Mas, após alguns minutos foi ouvido um barulho de acidente próximo ao Fórum, e quando os militares chegaram constataram que a mulher havia se jogado na frente de uma motoneta marca Honda, para tentar se matar.

Pessoas que estavam no local informaram aos policiais que mais cedo a mesma mulher havia tentado se matar, mas sem êxito. Uma ambulância foi até o local e socorreu a mulher com ferimentos leves para o Hospital da cidade, enquanto que o motociclista foi conduzido para a Delegacia da Polícia Civil.

TEXTO: HILMAR DE JESUS  

Comentários Facebook