Cigano matou empresário de Jaguaré, em Guriri, por causa de dívida

O empresário Alessandro Freitas, de 44 anos, foi morto a tiros em abril este ano. Segundo as investigações da Polícia Civil, a vítima tinha uma dívida com o cigano Ívison Flávio dos Anjos Souza, que cometeu o crime. O suspeito foi preso na manhã desta quinta-feira (11)

6420

Uma dívida de R$ 300 mil teria sido a causa do assassinato do empresário do ramo de rochas ornamentais de Jaguaré, Alessandro de Freitas, de 44 anos. Por meio da Delegacia Especializada em Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil de São Mateus, com apoio dos policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), o cigano Ivison Flavio dos Anjos Sousa, de 30 anos, foi detido na manhã desta quinta-feira (11), na ilha de Guriri, em São Mateus, como suspeito de autoria do crime ocorrido no dia 24 de abril deste ano, em um lote baldio, no balneário de Guriri.

O titular da DHPP de São Mateus, delegado Jose Eustáquio, informou que o suspeito não ofereceu resistência à prisão. “Ivison ainda estava dormindo quando os policiais chegaram a sua residência para cumprir o mandado de prisão temporária contra ele, expedido pela Justiça local, e não ofereceu nenhuma resistência”, contou Eustáquio.

O delegado relatou que “o suspeito e a vítima tinham negócios juntos, e as investigações apontaram que a motivação do crime era dividas que a vítima possuía com o autor, um valor aproximado de R$300 mil reais”, disse o titular da unidade.

Durante a operação foi apreendido o celular que o suspeito utilizou para ligar para vítima e atrai-la para o local do crime. “O empresário estava interessado em comprar um lote, e o suspeito disse à vítima que iria apresentar um lote na Ilha de Guriri. Chegando ao local ele executa a vítima sem direto de defesa.” disse.

O suspeito será indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe, por dissimulação e por recurso que dificulte ou torne impossível a defesa da vítima. Após ser ouvido, ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus.

DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA / HILMAR DE JESUS  

Comentários Facebook