Presos dois envolvidos em sequestro da família do filho de prefeito de Ecoporanga

37

Não descartando qualquer hipótese, até mesmo motivação política, a Polícia Civil continua à procura de outros três envolvidos no sequestro do filho do prefeito de Ecoporanga e de sua família – mulher, sogra e filhos – ocorrido na noite desta segunda-feira (17). A família acabou sendo abandonada horas mais tarde em uma plantação de café no município de Nova Venécia. A prisão de dois dos suspeitos do crime aconteceu em Linhares, no bairro Interlagos, onde a Polícia Civil recuperou parte do que foi roubado na casa do filho  do prefeito Elias D’Alcol que se encontrava em Vitória naquela noite.
O delegado responsável pelo caso, Leonardo Amorim, disse que os criminosos presos não são do Espírito Santo. “Eles são de outro estado e resolveram praticar o delito aqui. Nós já colocamos as mãos em dois e em breve os demais também serão capturados”, disse.
Com eles, a polícia apreendeu um rifle, uma escopeta, dois revólveres, munições e objetos pessoais das vítimas, como joias, relógios, celulares, dinheiro e uma televisão.
O prefeito não acredita que o crime tenha alguma relação com o cargo político dele. “As nossas rixas políticas acho que não chega para tanto. Porque, realmente, eu trabalho para todos”, disse.
A polícia não descarta nenhuma linha de investigação. “A gente trabalha com várias linhas de investigação. O que está mais forte é que realmente tratou-se de um roubo com restrição liberdade da vítima, emprego de arma de fogo, mas ainda estamos verificando a real motivação”, explicou o delegado.

DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA / Hilmar de Jesus

Comentários Facebook