Homem morre afogado com os pés presos em âncora

    73

    São Mateus – Uma pescaria malsucedida, acabou em tragédia na tarde desta terça-feira no Rio Cricaré, próximo a um píer na altura das Meleiras. Dioclécio Martins, de 44 anos estava pescando em um caiaque e teve as pernas imobilizadas em uma corda que estava presa ao fundo do rio em uma ancoragem.

    Pescadores que estavam próximo ao local ainda ouviram os gritos de socorro do pescador, mas quando se aproximaram do local só avistaram o caiaque descendo rio a baixo em direção ao mar. Foi quando entraram em contato com a Polícia Militar, cuja guarnição chegou ao local 15 minutos depois de acionada. Foi feito contato com o Corpo de Bombeiros, mas não havia equipe de salvamento naquele momento para tentar resgatar Dioclécio.

    Foi quando algumas pessoas que estavam nas margens do rio conseguiram avistar um objeto estranho na água, um pouco submerso, em um local de difícil acesso, que logo foi identificado como sendo uma pessoa, que estava presa pelas pernas em uma corda que estava presa ao fundo do rio em uma ancoragem. Foi feito contatado o Corpo de Bombeiros para tentar resgatar o indivíduo, porém estes não puderam comparecer ao local por falta de efetivo.

    Ainda de acordo com o relato dos policiais militares, alguns pescadores que estavam no local, com a supervisão da guarnição, retiraram o corpo da água, na tentativa de reanima-lo, porém sem êxito, devido ao tempo que o rapaz permaneceu submerso, constatando-se assim a morte por afogamento.

    Os policiais apuraram ainda que a vítima de afogamento havia deixado o carro estacionado em uma rua que fica próximo ao píer e entrou no rio para pescar e acabou morrendo afogado. Foi através da placa do carro que os policiais identificaram o nome da cunhada de Dioclécio, dona do veículo, que identificou o corpo.

    O caíque e pertences da vítima foram encontrados à beira da praia onde o rio deságua. O material foi recolhido e entregue na Delegacia da Polícia Civil. O corpo de Dioclécio foi encaminhado para o Departamento Médico Legal de Linhares.

    DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA | TEXTO HILMAR DE JESUS

    Comentários Facebook