Estado adere ao Programa de Fortalecimento de Corregedorias da CGU

22

O Estado formalizou, na manhã desta quinta-feira (13), a adesão ao Programa de Fortalecimento de Corregedorias (Procor) da Controladoria Geral da União (CGU). Com a efetivação da parceria, a Corregedoria-Geral do Estado passará a ter acesso a cursos e treinamentos sobre atividades correcionais, material técnico e orientativo e sistemas informatizados desenvolvidos pela Corregedoria-Geral da União.

O documento que efetivou a adesão ao Procor foi entregue pelo secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camata, e pelo corregedor-geral do Estado, Helmut Mutiz D’Auvila, ao superintendente da CGU no Espírito Santo, Glauco Soares Ferreira,  e ao representante da Corregedoria-Geral da União, Lucio Furbino Villefort.

Com isso, o Estado passa a integrar a Rede de Corregedorias, que conta com a participação da União e de estados e municípios que aderiram ao programa. O objetivo da CGU é apoiar os órgãos na execução de suas atividades correcionais, além de promover o intercâmbio de informações e projetos pelo País. Os estados de Minas Gerais, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraíba já participam da rede, o que possibilita a realização de ações integradas entre as corregedorias.

O Procor foi instituído pela portaria nº 1000, de fevereiro de 2019. A adesão não gera custo para o estados e municípios. Um dos eixos do programa é o aperfeiçoamento da gestão de processos, promovendo o uso de novas tecnologias. Para isso, a CGU está aprimorando o seu Sistema de Gestão de Processos Disciplinares (CGU-PAD), um software que visa a armazenar e disponibilizar informações sobre procedimentos disciplinares instaurados. O objetivo é possibilitar que estados e municípios possam utilizar a funcionalidade já a partir do segundo semestre deste ano.

DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA | COM INFORMAÇÕES Assessoria de Comunicação da Secont Cintia Bento Alves

Comentários Facebook