Incaper lança livro técnico sobre experiências na produção do café conilon

26

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) lançou, nesta terça-feira (21), no Palácio Anchieta, com a presença do governador Renato Casagrande, o livro “Café Conilon” (Conilon Coffee). A publicação reúne conhecimentos científicos, tecnologias e experiências durante os mais de 30 anos de pesquisas sobre a cafeicultura do conilon no Espírito Santo e no Brasil. Nesta edição, a obra de quase mil páginas será distribuída em formato eletrônico (ePub) e em inglês.

Durante o evento, o governador celebrou o lançamento do livro que conta com a participação de mais de 70 especialistas ao longo de seus 30 capítulos. Casagrande também falou sobre a importância do café conilon para o Espírito Santo. Segundo ele, o café é um motivo de orgulho para todos os capixabas, assim como o trabalho do Incaper:

“Temos um Estado pequeno, mas valente na produção do café. É um orgulho para nós essa produção tão grande e a melhora da qualidade do nosso café. Outros Estados podem até produzir uma quantidade maior, mas não podem ultrapassar o Espírito Santo em tecnologia e inovação. É muito bom termos esse livro, agora em língua inglesa, representa todo nosso investimento em pesquisa”, pontuou.

Desde a década de 1980, o Espírito Santo é referência brasileira e internacional na cafeicultura de conilon, completando uma história com mais de 30 anos de resultados exitosos para o campo. A cafeicultura é a atividade social e econômica mais importante para o Espírito Santo, que é o segundo produtor nacional de cafés e o primeiro de conilon. Com mais de 70% da safra brasileira, o conilon capixaba emprega 220 mil capixabas de 78 mil famílias localizadas em 40 mil propriedades de 64 municípios do Estado.

Para o secretário de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto, o lançamento demonstra a relevância do café conilon para o Estado.

“Quando você disponibiliza essa publicação de forma gratuita, eletrônica e em inglês, que é um idioma utilizado praticamente no mundo inteiro, você dá uma dimensão enorme para acesso a esse conhecimento. Ele pode ser acessado em qualquer parte do mundo e, dessa forma, todas as pessoas poderão conhecer e reconhecer o trabalho dos pesquisadores do Espírito Santo, os novos estudos, as pesquisas, e a importância que o café tem não apenas para nós, mas que pode ter para o mundo inteiro”, comentou.

“É uma obra valiosa que reúne conhecimentos gerados pelo Incaper ao longo de tantos anos de pesquisa na área da cafeicultura. Recebemos muitas comitivas de outros países e o livro traduzido para o inglês e em formato ePub aproxima o mundo do Espírito Santo”, ressaltou o diretor-presidente do Incaper, Antonio Carlos Machado.

Em 2007 foi lançada a primeira edição deste livro. Em 2017, a obra foi atualizada e ampliada. Este ano, o formato em ePub traduzido para o inglês ampliará o alcance da obra, que pode chegar aos mais de 60 países que atuam no setor de produção de café.

“Nesse sentido, as tecnologias desenvolvidas e ou adaptadas descritas neste livro, contribuíram para o Espírito Santo alcançar quase 10 milhões de sacas de café conilon e ser reconhecido no Brasil e no mundo como uma das cafeiculturas mais competitivas e sustentáveis do planeta”, lembrou o pesquisador voluntário do Incaper, Romário Gava Ferrão.

‘Conilon Coffee’

O livro Café Conilon foi redigido por 74 profissionais, de 70 instituições parceiras, com reconhecida experiência nos diferentes conteúdos. A redação combina, de forma harmônica, teoria e prática, prezando pelo rigor científico.

Os 30 capítulos abordam temas nas diferentes áreas do conhecimento. Desde informações gerais sobre a Coffea canephora, passando por origem, história, dispersão e evolução da espécie; melhoramento genético; biotecnologia; tecnologias de manejo e cultivo sustentável; irrigação; pragas e doenças; sustentabilidade; certificação; colheita; mecanização; qualidade; transferência de tecnologia; e até os aspectos gerenciais, econômicos e de mercado, em âmbito estadual, nacional e internacional.

DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA | COM INFORMAÇÕES Assessoria de Comunicação do Governo Giovani Pagotto

Comentários Facebook