Servidora do Banco do Brasil e mais quatro são presos por golpes milionários

Todos foram presos na manhã desta segunda-feira, em quatro cidades do Estado

222
Delegada Rhaiana Bremenkamp, que está à frente do caso (Foto: Dayana Souza/AT)

Cinco pessoas, dentre elas uma servidora do Banco do Brasil, foram presas nesta segunda-feira (13) suspeitas de aplicar golpes milionários envolvendo dados de clientes do banco. Os cinco foram presos após cumprimento de mandado de busca e apreensão, determinados pela Sexta Vara Criminal de Vitória.

De acordo com a Polícia, a servidora do Banco do Brasil Gizelle Lima Lopes Brito utilizava o sistema do banco para repassar informações de clientes (em especial os mais ricos) para os golpistas. Estes golpistas eram responsáveis por fazer transferências do dinheiro destes clientes para outras contas.

Gizelle estava trabalhando no banco, pela manhã, quando foi presa pelos policiais.

Além de Gizelle, foram presos nesta operação Agrimal Alves Pereira, Samir Lima Damasceno, Deivid Manhães Rogério e o advogado Glaucio Espindola Gonçalves. A polícia não divulgou qual era o papel de cada um destes quatro no esquema.

As prisões aconteceram nas cidades de Vitória, Serra, Fundão e Montanha.

Todos foram levados para a Delegacia Especializada de Defraudações e Falsificações do Estado (Defa).

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP), a delegada titular da Defa Rhaiana Bremenkamp não irá dar mais detalhes sobre o caso.

DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA | COM INFORMAÇÕES TRIBUNA ONLINE

 

Comentários Facebook