Preço do tomate subiu mais de 28% em abril; cesta básica capixaba chega a 7ª alta

11

O tomate disparou e foi um dos grandes vilões da 7ª alta seguida da cesta básica capixaba. Em abril, o legume subiu 28,7%. A pesquisa é da Empresa Júnior de Administração da Faculdade Doctum de Vitória (EJFV).

Além do tomate, outros 17 itens tiveram alta em abril. Os principais foram o limão comum (14,9%); banana prata (9%); ovo branco de galinha (7,8%) e a cebola branca (6,7%).

Com isso, o custo da cesta básica aumentou R$ 47,86, e passou de R$ 1.802,88 para R$ 1.850,74 (+2,65%). A alta de preços acumulada nos primeiros quatro meses de 2019 chegou a 10,04%.

Segundo os pesquisadores, à alta das frutas e legumes, além do clima relativamente quente e a estiagem, também foi influenciada pela lei da oferta nestes primeiros quatro meses do ano.

Além disso, segundo os pesquisadores, também foi observada a alta de preços de itens consumidos na quaresma (cebola, ovo, etc.). Como a demanda aumenta, mas a produção (oferta) permanece estável, os preços tendem a subir.

“Cabe ressaltar que a alta de preços observada nos alimentos básicos consumidos pela classe média capixaba desde setembro/18 é preocupante. Com a estiagem e a redução da área plantada de certos produtos, as sete altas consecutivas culminaram numa alta média acumulada de 18,2% (30/set/18 a 30/04/19), correspondendo ao desembolso extra de R$ 285,61 para a compra dos mesmos alimentos nos últimos sete meses, para o sustento de uma família padrão”, diz a pesquisa.

Já os produtos que apresentaram queda foram o mamão papaia (11,1%),  feijão preto e a vagem comum (6,4%), queijo muçarela fatiado (-2,3%),  manteiga tipo extra (1,9%).

DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA | COM INFORMAÇÕES ESHOJE

Comentários Facebook