Padrasto é preso por ameaçar e exigir vídeo sensual de cabeleireira

Suspeito, que vive em Cariacica, é acusado de exigir da enteada, que mora no Ceará, fotos e vídeos íntimos alegando que se não fosse atendido mataria a mãe e o irmão da vítima

97

O caminhoneiro Miraldo Vito de Souza, 44, foi preso em flagrante, na manhã desta quinta-feira (18), após meses chantageando a enteada, uma cabeleireira de 24 anos. Segundo a vítima, que não quis se identificar, mas permitiu que o acusado tivesse o nome divulgado, o padrasto exigiu que ela enviasse fotos, áudios e vídeos íntimos.

As chantagens começaram há cerca de cinco meses. O padrasto, que mora com a mãe e o irmão da vítima, em Cariacica, começou a oferecer ajuda financeira à enteada, que vive no Ceará, com o marido e uma filha.

A primeira ajuda foi com R$ 50, que a cabeleireira usou para completar o valor de um secador de cabelo. Depois disso, Miraldo ajudou no tratamento dentário da enteada e pagou um forno micro-ondas. O marido da vítima sabia do auxílio, e o casal nunca desconfiou das intenções do suspeito.

“Eu achei que era uma ajuda de família. A gente nunca levou na maldade”, disse a cabeleireira.

Após enviar dinheiro algumas vezes, o suspeito passou a cobrar imagens sensuais da vítima. Inicialmente, a jovem se negou, mas Miraldo, segundo a cabeleireira, ameaçou envenenar a mãe e o irmão dela. “Ele ficava na minha mente, martelando, falando que eu ia acabar perdendo minha família. Imagina o peso com que eu ia ficar na consciência se algo acontecesse.”

Temendo pela família, a enteada cedeu às chantagens e enviou o material que o padrasto exigiu. Mas as ameaças não terminaram. Para que a vítima continuasse realizando seus desejos, o suspeito ameaçou divulgar as imagens.

“Eu falei que não aguentava mais aquilo e que ia contar (expor a situação). Ele falou: ‘Se você contar, eu envio tudo para sua sogra, suas cunhadas e seu marido. Isso vai acabar com o seu casamento. Sua sogra vai tirar sua filha’.”

Diante das pressões, a vítima continuou enviando conteúdo íntimo. No último fim de semana, ela e o marido vieram ao Estado participar do casamento do irmão dela.

Com a enteada por perto, o padrasto exigiu que ela tivesse relações sexuais com ele. A prisão do acusado foi realizada por policiais militares, em um bairro de Cariacica, que não será divulgado para preservar a família da vítima, no momento em que o suspeito tentava levar a enteada a um motel.

Polícia investiga celular de acusado

O celular do caminhoneiro Miraldo Vito de Souza, 44, acusado de chantagear e tentar estuprar a enteada, de 24 anos, foi apreendido e vai servir de prova para mantê-lo na cadeia e para que a Justiça continue as investigações do caso.

Segundo a delegada Danielle Oliveira Teixeira, do Plantão Especializado da Mulher, Miraldo foi autuado em flagrante por tentativa de estupro e pode responder por outros crimes.
Na manhã de ontem, o padrasto marcou um encontro com a vítima em frente à casa da mãe dele, em Cariacica. A cabeleireira está na casa do irmão, no mesmo prédio onde reside a mãe dela e o suspeito.

Plantão Especializado da Mulher (Foto: A Tribuna )

A vítima foi ao local que Miraldo indicou. Ele estava em uma moto e tentou fazer com que a jovem fosse com ele até um motel. Ela disse que só subiria no veículo depois que ele apagasse as fotos e vídeos que tinha dela. Os dois discutiram e, quando a vítima viu uma viatura da Polícia Militar, pediu socorro.

“O acusado detinha fotos de conteúdo íntimo dela e estava forçando a vítima a ir com ele a um motel para ter relações sexuais, senão ele divulgaria as fotos. Ele a estava constrangendo mediante grave ameaça. Essa é a situação flagrancial. As conversas, chantagens e ameaças vão continuar sendo investigadas.”

Miraldo foi encaminhado, ainda na manhã de quinta-feira, ao Centro de Triagem de Viana.

DA REDAÇÃO DO JORNAL A ILHA | COM INFORMAÇÕES TRIBUNA ONLINE

Comentários Facebook