Governador participa de reunião com trabalhadores da Agricultura

21
Fotos: Hélio Filho/Secom

O governador do Estado, Renato Casagrande, se reuniu, na manhã desta sexta-feira (8), com representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Espírito Santo (Fetaes) e demais entidades ligadas ao setor. O encontro estabeleceu um maior diálogo entre trabalhadores no campo e Governo. O governador recebeu uma lista com temas considerados relevantes para o setor.

“O Palácio Anchieta está aberto aos trabalhadores rurais, nossos secretários estão à disposição de todos vocês para tratarem de demandas e ver o que é possível ser executado. A agricultura familiar é uma de nossas prioridades. É preciso cuidar da infraestrutura rural, mas também da produção rural”, lembrou o governador.

Casagrande ponderou que, no momento, o Governo deve se manter cauteloso com o recurso próprio: “Torço para que a economia cresça para que possamos fazer muita coisa. Tendo capacidade de buscar recursos, nós vamos pisar no acelerador. Teremos diálogo permanente com todos vocês, estou à disposição para fazer diálogo com os trabalhadores e já começamos fortalecendo os conselhos.”

Para o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto, a união de entidades ligadas à agricultura é muito importante: “Discutimos pautas comuns e nessa primeira reunião que tivemos discutimos temas relevantes como, por exemplo, a reservação de água. Também queremos, futuramente, promover encontros com as entidades para tratar do acesso aqui no Estado ao crédito para a construção de micro e pequenas barragens”, afirmou.

Entre os temas discutidos na reunião, estavam o Programa Nacional de Crédito Fundiário, a não cobrança pelo uso da água, a criação de um programa permamente de preservação do meio ambiente, a revisão do programa de barragens com objetivo de priorizar as construções de menor porte, o incentivo ao cooperativismo e ao associativismo e a discussão de políticas públicas para a juventude.

Também foram debatidas a Medida Provisória (MP 871) e a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 06/19), que tratam da Reforma da Previdência, principalmente na repercussão da matéria aos agricultores familiares no Espírito Santo.

O presidente da Fetaes, Julio Cezar Mendel, fez uma sinalização positiva em relação ao encontro. “É sempre bom quando o Governo abre o diálogo, ouvindo os anseios da sociedade. A agricultura familiar é um pilar econômico para o Estado, que o governador conhece muito bem. Por isso, ficamos muito felizes. Trouxemos pontos que nós queremos construir juntos”, reforçou.

Foram apresentadas também as atividades realizadas pela Marcha das Margaridas, ação organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag) e que acontece em Brasília-DF, sempre no mês de agosto. A entidade luta pelo desenvolvimento sustentável com democracia, justiça, igualdade e liberdade. A ação também promove uma reflexão sobre as condições de vida das mulheres do campo e da floresta.

Estiveram presentes no encontro: o diretor-presidente do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (IEMA), Alaimar Fiuza; o diretor-presidente da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Fábio Ahnert; o diretor-presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), Mário Louzada; o diretor-presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Antonio Carlos Machado; e representantes da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan).

A reunião contou ainda com representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e associações ligadas à agricultura familiar do Espírito Santo.

Comentários Facebook