Casagrande anuncia Bruno Lamas e Givaldo Vieira para o governo

Lamas será o secretário do Trabalho e Assistência Social e Givaldo assumirá o Detran. Antônio Machado, ex-prefeito de Pinheiros será diretor do Incaper. O deputado Freitas (PSB), primeiro suplente da coligação de seu partido, permanece na Assembleia Legislativa.

99

O governador eleito Renato Casagrande (PSB) anunciou nesta sexta-feira (28) o último integrante do seu secretariado, o deputado estadual Bruno Lamas (PSB), que foi reeleito nas eleições deste ano. Ele assumirá a  Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social Assistência Social (Setades). Outro aliado político, Givaldo Vieira (PCdoB), que não conseguiu se reeleger à Câmara dos Deputados, foi acomodado na presidência do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), autarquia ligada à Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

Durante as movimentações para a composição da equipe do próximo governo, Givaldo chegou a ser o principal cotado a assumir a Setades, por sua relação com a área e proximidade com Casagrande, de quem foi vice no último mandato. Mas, recentemente, o governador eleito declarou à imprensa que ele não teria cargo no primeiro escalão, deixando em aberto a indicação para a Secretaria.

 Agora, com o anúncio de Lamas, o governador garante a permanência na Assembleia Legislativa de outro correligionário, Freitas (PSB), primeiro suplente da coligação PSB-DC.  Na coletiva desta sexta, Casagrande convidou também a mãe de Bruno, Márcia Lamas (PSB), que é vice-prefeita e secretária de Educação da gestão de Audifax Barcelos (Rede), na Serra. Tanto o futuro secretário como Givaldo têm reduto eleitoral no município.

No discurso sobre o próximo secretário, o governador eleito colocou as ações da pasta como prioridade do seu mandato, criticando o fato de assistência social ter sido “jogada de lado nos últimos quatro anos”, referindo-se ao atual governo de Paulo Hartung (sem partido). Ele afirmou, ainda, que sua vice, Jacqueline Moraes (PSB), acompanhará de perto o trabalho da Setades.

Já Lamas garantiu que atuará em favor dos “mais necessitados” no Estado, recuperando a marca da gestão passada de Casagrande na área social.

Com a escolha do deputado estadual, agora são sete socialistas na gestão de Casagrande, além dos partidos aliados que integraram a ampla coligação da disputa de outubro, composta por 18 legendas.

Segundo escalão

Outros nomes anunciados nesta sexta-feira para o segundo escalão foram Antônio Carlos Machado, diretor-presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); Mário Louzada, presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf); José Elias do Nascimento Marçal, presidente executivo do Instituto de Previdência dos Servidores do Espírito Santo (IPAJM); e Nelci Gazzoni, diretora-presidente da Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp).

E, ainda, Igor Pontini, diretor-presidente da Rádio Espírito Santo AM (RTV); Lana Lages, presidente do Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon); Carlos Rafael, presidente das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); Tasso Lugon, diretor-presidente do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado (Prodest); Madalena Santana, diretora-presidente do Diário Oficial do Estado (DIO); e Alberto Farias Gavini Filho, diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes).

Equipe

Além de Lamas, o secretariado de Casagrande será composto por Nésio Medeiros (Saúde), Fabrício Machado (Meio Ambiente), Heber Resende (Desenvolvimento), Dorval Uliana (Turismo), Edmar Camata (Controle e Transparência), Davi Diniz (Casa Civil), Álvaro Duboc (Planejamento), Rogelio Amorim (Fazenda), Fabrício Noronha (Cultura), Roberto Sá (Segurança Pública), Vitor de Angelo (Educação), Tyago Hoffman (Governo), Paulo Foletto (Agricultura), Marcus Vicente (Desenvolvimento Urbano), Cristina Engel (Ciência e Tecnologia) e Flávia Mignoni (Comunicação).

Nos demais comandos, anunciados antes desta sexta-feira (28), estão Alaimar Fiusa (Iema), Fábio Ahnert (Recursos Hídricos), Raphael Trés (Ceturb), Luiz Paulo Vellozzo Lucas e Eduarda La Rocque (Instituto Jones Santos Neves), Coronel Cerqueira (Corpo de Bombeiros), Cael Linhalis (Cesan), Denio Rebello (Fapes), Rodrigo de Paula (Procuradoria-geral do Estado), Angelo Baptista (Bandes) e Vasco Cunha Gonçalves (Banestes).

DA REDAÇÃO COM INFORMAÇÃO – SÉCULO DIÁRIO

Comentários Facebook