Presidente do Supremo Tribuna Federal derruba liminar que poderia soltar Lula

Dias Toffoli atendeu a pedido da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge

16

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, suspendeu na noite desta quarta-feira (19) os efeitos da decisão de seu colega, o ministro Marco Aurélio Mello, que mais cedo havia mandado soltar presos que estivessem cumprindo pena provisoriamente, antes de esgotados todos os recursos na Justiça.

Toffoli atendeu a um pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), que recorreu da decisão liminar (provisória) de Marco Aurélio pedindo “a suspensão da medida liminar […] até o seu julgamento pelo plenário, restabelecendo a decisão do Supremo Tribunal Federal” em julgamentos anteriores.

A decisão atendeu a um pedido da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge.

DA REDAÇÃO | COM INFORMAÇÃO TRIBUNA ONLINE

Comentários Facebook